26 de janeiro de 2013

Violência no campo

Atenção!! Nesta sexta-feira, em Campos dos Goytacazes, nosso companheiro Cícero foi assassinado. Cícero era uma das mais importantes lideranças do MST. Conheço Cícero desde 1998, grande liderança na luta pela terra. Grande pessoa e amigo. Cícero participou de uma reunião ontem à noite na usina Cambahyba (nova ocupação) e foi assassinado quando retornava para casa. Já falei com a chefe da policia civil, Dr. Marta Rocha, que imediatamente acionou o delegado da região. O delegado da região, Dr. Geraldo, já me ligou e garantiu a investigação. Vamos acompanhar. A equipe da Comissão de Direitos Humanos da Alerj já está na estrada. Vamos acompanhar e prestar solidariedade. Em 2009, Campos foi a cidade com maior número de casos de escravidão encontrados no Brasil. Ontem, Cícero foi assassinado lutando pela terra. Incrível como latifúndio e a escravidão ainda fazem parte da nossa história e das nossas tragédias.

Cícero foi assassinado quando deixava o acampamento Luiz Maranhão rumo a sua casa no Zumbi dos Palmares. Deixa 5 filhos e muitos sonhos. Ainda vivemos no país da escravidão, do latifúndio e da barbárie. A maior homenagem ao Cícero é continuarmos na luta pela reforma agrária. Quem diz que governa pra todo mundo, mente para alguém. Temos lado!

Por Marcelo Freixo
(via Facebook) 

Nota do Blog:
Até quando? Quantos Cíceros vamos perder? 
Pela reforma agrária e pelo fim da escravidão que grassa nos quatro cantos desse país! 

Nenhum comentário: