26 de janeiro de 2012

História, Mídia e Literatura

VI Simpósio Nacional de História Cultural:
Simpósio Temático: História, Mídia e Literatura

Coordenação:
Prof. Dr. Denílson Botelho (UFPI) e Prof.a Dr.a Maria de Fátima Fontes Piazza (UFSC)

RESUMO:
O jornalista polonês Ryszard Kapucinski certa vez afirmou que “estamos vivendo duas histórias distintas: a de verdade e a criada pelos meios de comunicação. O paradoxo, o drama e o perigo estão no fato de que conhecemos cada vez mais a história criada pelos meios de comunicação e não a de verdade”. Este Simpósio Temático tem como objetivo congregar pesquisadores que reflitam e investiguem o papel dos meios de comunicação em nossa sociedade ao longo dos séculos XIX, XX e o recém-iniciado XXI. Pesquisas voltadas para as tensões e conflitos que envolvem a paradoxal produção de uma história urdida a partir dos meios de comunicação encontrarão espaço para serem debatidas e analisadas neste fórum. Cientes de que a verdade é inatingível, os pesquisadores engajados no campo da história cultural têm, cada vez mais, investigado a história inventada e construída através da mídia. Torna-se assim fundamental analisar os embates entre diferentes versões que se constroem sobre o passado e o presente nos meios de comunicação. Neste Simpósio Temático pretende-se ainda destacar o papel desempenhado pela literatura e pelos literatos na imprensa, notadamente nos jornais e revistas publicados pelo país afora. É preciso avaliar a dimensão da contribuição da literatura para a legitimação e difusão da imprensa e vice-versa. Qual tem sido o lugar dos intelectuais nesse cenário? Em que medida usam e são usados pelos meios de comunicação? Que experiências de envolvimento entre imprensa e literatura podem se mostrar reveladoras de um determinado tempo histórico? Sabe-se que a relação entre os literatos e a imprensa atravessou diferentes etapas ao longo da história do Brasil. Na Primeira República, por exemplo, jornais e revistas representavam freqüentemente um espaço de profissionalização do ofício de escritor. Pesquisas que contemplem esse universo de relações encontrarão nesse Simpósio uma acolhida receptiva. Da mesma forma, os estudos que analisam a influência da literatura e dos literatos sobre as mais variadas formas pelas quais os meios de comunicação narram a história também serão objeto de discussão. O jornalismo literário, por exemplo, sintetiza um ramo dessa influência que nos chama a atenção pela sua entusiástica retomada nos últimos tempos. Enfim, pretende-se contemplar também, de modo geral, a trajetória e a obra dos mais variados intelectuais, escritores e jornalistas cujos textos foram difundidos e veiculados originalmente através da imprensa, que pode ser objeto de análise ou fonte para a pesquisa, merecendo em função disso algum tipo de reflexão no campo da História Cultural.

Nenhum comentário: