16 de maio de 2011

Lançamento editorial

O que teriam em comum as fotos do morro do Castelo assinadas por Augusto Malta, a música de Heitor Villa-Lobos, a crônica de humor de Stanislaw Ponte Preta e os ensaios teológicos de Leonardo Boff? Respectivamente, a produção de cada protagonista acima assinala aspectos marcantes dos quatro primeiros períodos republicanos da História brasileira, além servir como tema para o trabalho intelectual de uma nova geração de pesquisadores reunidos em As Repúblicas no Brasil: política, sociedade e cultura (Editora da UFF, 265p., R$ 42,00). A coletânea tem lançamento marcado para o dia 17 de maio, às 18h, na Livraria da Travessa 1 (Travessa do Ouvidor, 17, Centro, Rio de Janeiro).

Dividido em quatro partes e com tópicos determinados, o livro traz ensaios acerca da Primeira República (1889-1930), sobre personagens das praias e dos morros; da Segunda República (1930-1945), sobre nazistas, músicos e trabalhadores; da Terceira República (1946-1964), sobre esquerdas, direitas e humoristas e, finalmente, da Quarta República (1964-1985), sobre homens, mulheres e seus ideais em tempos sombrios. "Ao final, o leitor terá conhecido muito sobre as Repúblicas no Brasil. Mas também perceberá a maneira como atualmente os jovens historiadores estão pesquisando e produzindo conhecimento original sobre a história contemporânea de seu próprio país", assinala o historiador Jorge Ferreira, responsável pela organização da obra.

Notícia extraída do site da EdUFF

Nenhum comentário: